Mãe afirma que seu bebê morreu por negligência médica em Peruíbe

"Nada vai trazer  o meu filho  de volta pros meus braços"

"O meu filho Felipe Gabriel de 1 ano e 2 meses de vida faleceu no dia 10/05/2015. Ele estava uma semana passando mal, eu o levei quatro vezes, na mesma semana, na UPA de Peruíbe e os médicos se recusaram a fazer o exame de Raio X nele. Ele entrou no quadro de diarreia, e foi piorando. Todas às vezes que eu o levei na UPA de Peruíbe, os médicos falavam que era uma simples dor de garganta inflamada. 

Quando chegou no domingo, o meu filho estava com 40 graus de febre, levei novamente na UPA, e um médico se apresentou dizendo que era de fora do município e atendeu o meu filho. Ele, então, pediu finalmente um Raio X dos pulmões, mas já era tarde demais, naquele momento os pulmões dele já estavam condenados. 

Tentaram, então, aplicar uma injeção na veia, mas as enfermeiras não acharam a veia. Então, o médico de plantão mandou aplicar uma injeção muscular na coxinha dele. Nesse exato momento, ele ficou completamente gelado, e foi quando as enfermeiras chamaram o médico da emergência, que mandou levar o Felipe para Sala de Emergência. 

Quando o meu filho chegou na Sala de Emergência, deu uma parada cardíaca fulminante, onde veio à falecer"


Patrícia comemorando o aniversário de um ano de Felipe
A mãe Patrícia Silva só teve coragem para denunciar, após ver as recentes matérias relatando a morte do Rayan de 1 ano e 6 meses, que também foi vítima de negligência médica e erro de diagnóstico.  

"Segundo os relatos da mãe Monica Ribeiro, Rayan estava sendo tratado de infecção urinária, quando, na verdade, morreu de pneumonia bacteriana, assim como o meu filho Felipe Gabriel, que também morreu de pneumonia bacteriana", relata Patrícia.

"Fiquei chocada com o recente caso da menina Rafaella de 4 anos que também foi vítima de erro de diagnóstico e negligência médica na UPA de Peruíbe"Rafaella estava sendo tratada de infecção urinária, quando veio a falecer de meningocefalite.

A mãe, Patrícia Silva Cardoso quer denunciar para imprensa, e para as autoridades competentes. Não quer que outras mães passem pelo sofrimento e a dor que ela e sua família estão passando.

"Eu peço a Deus todos os dia , pra não encontrar o médico que atendeu o meu filho por que só Deus sabe o que eu vou fazer. Meu marido esta sem chão, como todos nós. O Felipe foi planejado, foi desejado o tempo todo de sua vida, para acontecer tudo isso com ele. É um sentimento de muita dor e sofrimento", desabafa Patrícia.

No atestado de óbito, enviado à reportagem do Jornal BEM-TE-VI, Felipe Gabriel teve constatado as seguintes causas da morte: distúrbio do ritmo cardíaco, insuficiência respiratória aguda, broncopneumonia aspirativa, esofágico, prematuridade, desidratação severa. O médico que atestou o óbito é o Dr. Márcio da Silva Guedes. 

Como o Dr. Marco Botteon não é mais o secretário de saúde, deixando em seu lugar a advogada Dra. Michelle Santos, a reportagem do Jornal BEM-TE-VI procurou no dia 25 de maio (dia que a advogada assumiu o cargo) a secretária, buscando esclarecimentos sobre o atual cenário da saúde na cidade.

A nova secretária de saúde do município confirmou que está no cargo, mas o restante de nossas perguntas preferiu não responder. Como a assessoria de imprensa da prefeitura também não responde nossas solicitações de informações, vamos ver qual será a reação da Dra. Michelle ao receber e ler esta matéria. 

Essa é mais uma história de uma criança que morre por falta de atendimento médico digno. Sem que exista má vontade, pois já faltam equipamentos, estrutura e ainda tem que ter médicos que são negligentes atendendo bebês em risco de morte ? É realmente um caos geral ! 

Como você, leitor, imagina que está o coração desta família ?  É só sofrimento e dor. Como continuar a vida ? Um enorme vazio fica no coração dos pais e irmãos do pequeno Felipe Gabriel.

"Só quem tem coração puro, sincero que  sabe o tamanho  dessa dor que não acaba", finaliza Patrícia.
Família está de LUTO pela morte do bebê Felipe Gabriel


Postagem : Lucas Galante 
com informações de Karina Kramer e Rosa Leonor
Fotos: Divulgação de Patrícia Silva

Jornal BEM-TE-VI - todos os direitos reservados

Comentários