Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Saúde

Procura por exames de rotina aumenta após redução provocada pela pandemia

Imagem
Dados divulgados pelo Sistema de Informações Ambulatoriais do Ministério da Saúde revelam a queda de 20% no número de procedimentos diagnósticos realizados no Sistema Único de Saúde em 2020. O levantamento aponta ainda que pouco mais de 785 milhões de exames foram feitos em todo o país no ano passado. A baixa foi um dos principais efeitos da pandemia que resultou em consultas adiadas e tratamentos atrasados, impactando diretamente em toda a cadeia de saúde, com diagnósticos cada vez mais tardios e altos índices de doenças detectáveis em exames de rotina, como o câncer de mama e doenças do coração. A boa notícia é que a queda do número de casos de Covid 19 e os efeitos positivos da vacinação motivam a retomada segura da economia e inspiram a conscientização popular sobre a importância dos cuidados preventivos. Em São José dos Campos, por exemplo, que chegou a registrar altas taxas de ocupação dos hospitais, os reflexos positivos são sentidos nos laboratórios da região. Na cidade, uma sé

Obesidade animal não é brincadeira

Imagem
Animais gordinhos podem ser fofinhos, engraçados e sossegados, mas quando o tutor se dá conta de que essa condição traz prejuízo ao seu bem-estar e consequente redução na expectativa de vida, a obesidade do pet perde a graça. E nem sempre o animal é gordo porque come demais ou faz atividade de menos. Ele pode ter engordado por sofrer alguma disfunção hormonal. Segundo a Dra. Taís Angélica Tosco, responsável pelo atendimento especializado em Endocrinologia e Metabologia de Pequenos Animais no Hospital Veterinário Taquaral, há diversas alterações nos níveis hormonais que podem desencadear a obesidade em cães e gatos. Um dos que ocorre entre os cachorros é o hipotireoidismo, é a deficiência da produção e secreção dos hormônios tireoideanos, responsáveis pelo controle da atividade metabólica. "Quando os níveis de hormônios da tireóide estão baixos o metabolismo fica mais lento, predispondo à obesidade, entre outras alterações", alerta. O hipotireoidismo é raro em gatos. Outra alt

Gordura no sangue: conheça e saiba as diferenças dessas doenças

Imagem
Nos exames de rotina, ao se deparar com altos níveis de colesterol ou de triglicérides, é muito comum que instantaneamente os hábitos alimentares ou até mesmo o aumento da intensidade das atividades físicas sejam repensados. Entretanto, existem doenças, como a síndrome da quilomicronemia familiar (SQF) e a hipercolesterolemia familiar (HF), que apresentam como principal sinal o alto nível dessas gorduras, mesmo que o indivíduo tenha hábitos totalmente saudáveis. Para melhor compreender essas doenças relacionadas à gordura, é preciso entender o que são os triglicerídeos (TGs) e o colesterol. Ambos são conhecidos como os dois principais tipos de gordura que circulam pelo sangue. O triglicerídeo é um tipo de gordura presente no organismo e serve como uma reserva de energia[1]. Enquanto o colesterol é um composto gorduroso utilizado na produção das membranas celulares e de alguns hormônios[2]. Os triglicérides provêm de alimentos ricos em carboidratos e gordura. Esses alimentos, quando em

Doença renal crônica e COVID-19 apresentam impactos negativos entre si

Imagem
A COVID-19 atingiu o mundo de maneira arrebatadora e, com isso, o tratamento de diversas doenças também foi afetado, causando um impacto considerável na saúde da população. Um exemplo desse impacto, pode ser visto em um estudo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) que revelou o alto risco de pacientes com COVID-19 apresentarem Lesão Renal Aguda (LRA). Essa incidência elevada é intensificada nos casos de pessoas que já possuam diabetes e hipertensão ou que façam tratamento com alguns medicamentos específicos. Já o relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde identificou as pessoas com doença renal crônica entre os mais suscetíveis ao coronavírus, principalmente pelas disfunções imunológicas causadas pela doença renal. Os rins também podem ser afetados por complicações do SARS-CoV-2 não relacionadas diretamente ao rim. Por exemplo, pacientes graves com COVID-19 frequentemente apresentam graves alterações da pressão arterial, que comprometem o fluxo sa

Quais os benefícios de morar em uma cidade do litoral?

Imagem
Uma pesquisa realizada pela Lello Condomínios mostra que houve um aumento no número de moradores que foram passar o isolamento no litoral ou no interior de São Paulo. Segundo o estudo, 49% dos profissionais que trabalham em condomínios notaram um crescimento no número de moradores que deixaram a capital. Para 52%, também cresceu a quantidade de pessoas que foram para suas segundas casas no litoral. Mas o que está acarretando esse fenômeno? Trabalhar de home office no litoral ajuda na saúde mental? Segundo a psicóloga clínica e hospitalar do HCSG Marli Cunha, os benefícios de se morar em uma cidade litorânea são muitos. Estudos como de Lora Fleming, da Universidade de Exeter, na Inglaterra, comprovam que a praia ajuda no auxílio de nossa saúde como um todo. Isso ocorre porque o córtex pré-frontal é ativado em contato ao som do oceano, pois essa área do cérebro está associada às emoções e autorreflexão. "As ondas do oceano e os íons negativos que elas produzem aceleram a nossa capac

Manifesto de associações de pacientes cobra representantes do governo sobre acesso ao tratamento adequado para doença rara

Imagem
Nesta semana, representantes da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), dos Ministérios da Saúde, Justiça e Economia, e da Casa Civil, receberam um  book  com as mais de  35 mil assinaturas  de uma petição que pede agilidade na resolução do imbróglio que envolve a classificação e a precificação de novas terapias para o tratamento de pessoas com amiloidose hereditária associada à transtirretina. A ação foi liderada pela presidente da Associação Brasileira de Paramiloidose (ABPAR),  Liana Ferronato , e pela vice-presidente do Instituto Vidas Raras (IVR),  Amira Awada,  acompanhadas por um pequeno grupo de pacientes, por conta da pandemia. O documento reforça que, apesar de rara, a doença é agressiva e, caso não tenha tratamento adequado à gravidade da condição, pode levar o paciente à morte em até 10 anos ou menos, a partir do início dos sintomas. A petição ainda está disponível para assinatura no  site. O manifesto compõe um conjunto de ações das entidades denominado #Tra

Novo livro da Pró-Índio conta como as crianças indígenas vivenciam a pandemia de Covid-19

Imagem
O que as crianças indígenas têm a nos dizer sobre a pandemia da Covid-19? Com o avanço e prolongamento da pandemia no Brasil, a Comissão Pró-índio de São Paulo, junto com professores e lideranças indígenas, procurou ouvir as crianças da Terra Indígena Piaçaguera sobre esse período, e reuniu os relatos em sua nova publicação: “ Coronavírus é um bichinho que deixa doente ”. O livro reúne depoimentos de 38 crianças e adolescentes, com idades entre 4 e 15 anos, da terra indígena localizada no município de Peruíbe, litoral sul do Estado de São Paulo. Para garantir a prevenção ao vírus, os depoimentos foram todos coletados virtualmente, com a colaboração de professoras(es) e lideranças, ao longo de dois meses. “Nós professores, que ficamos com eles uma boa parte do tempo, que conhecemos cada um deles, até a gente ficou surpreso com as respostas. Foi muito gratificante esse trabalho”, revela Lilian Gomes, da Aldeia Piaçaguera, uma das colaboradoras do livro. Em breves relatos, as crianças com

Justiça determina que planos de saúde forneçam remédio à base de canabidiol para criança de 3 anos em São Vicente

Imagem
O juiz Thiago Gonçalves Alvarez, da 3ª Vara Cível de São Vicente (SP) determinou, na última quinta-feira (29), que os planos de saúde SulAmérica e Qualicorp forneçam produto à base de canabidiol, derivado da planta Cannabis, a uma menina de três anos, que sofre, dentre outras doenças, de epilepsia focal estrutural grave. O magistrado concedeu a tutela de urgência antecipada, atendendo ao pedido do advogado da criança, Fabricio Posocco, do escritório Posocco & Advogados Associados. Deste modo, as rés têm cinco dias para providenciar o fármaco sob pena de multa diária de R$ 1 mil, até o limite de R$ 100 mil. A mãe da menina procurou a Justiça depois que o pediatra neonatologista e a neuropediatra receitaram a substância para controlar as crises diárias de convulsões, mas os planos de saúde negaram o tratamento. Segundo a SulAmérica e a Qualicorp, o medicamento não consta no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Para o juiz, que analis

Alesp isenta imposto de ao menos nove medicamentos para tratar Aids, atrofia muscular espinhal, esclerose e hemofilia

Imagem
Os deputados e deputadas da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo autorizaram nesta terça-feira (3/8) a isenção de ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre, ao menos, nove medicamentos destinados ao tratamento da Aids, AME (atrofia muscular espinhal), esclerose múltipla, hemofilia e outras doenças genéticas. Os parlamentares também aprovaram a redução da base de cálculo do ICMS na entrada e saída dos insumos agropecuários (fertilizantes, inseticidas, adubos, rações, fungicidas, sementes, entre outros) no Estado de São Paulo. As medidas foram viabilizadas através dos Projetos de Decreto Legislativo 50/2021, 51/2021, 52/2021, 53/2021 e 54/2021. A isenção do tributo nos remédios diminui o custo final do medicamento, possibilitando ao paciente uma economia em prol da saúde. Para tratamento da atrofia muscular espinhal, a Assembleia paulista já isentou de ICMS os medicamentos Spiranza e Zolgensma, que tiveram redução de até 18% do valor. Com a proposta aprov