Postagens

Mostrando postagens com o rótulo plateia

Grupo encena mostras de teatro em Peruíbe

Imagem
O grupo Vivarte ensaiou durante cinco meses no Centro Cultural Albatroz para apresentar mostras que servem como conclusão de módulo para seguir o curso de formação de atores.  A apresentação foi no dia 10, deste mês e teve uma platéia de 40 pessoas que foram prestigiar os alunos. Entretanto,  eles costumam repetir as apresentações para aperfeiçoar e mostrar as mostras para novas pessoas. A aposentada Azemí estava presente no espaço e conta que adorou o que viu. “Gostei muito. Um verdadeiro espetáculo. Conseguiu ter comédia, romance e drama. Me diverti muito” , afirmou. Foram apresentadas cinco mostras diferentes. Enquanto o grupo ia  preparando cenário e trocando de roupa, o espaço contava com o atendimento do Barbatroz que funciona junto com o espaço Albatroz. Alguns alunos estão começando, outros já carregam a bagagem do teatro. É o caso de Raphael Pintazzo que não faz parte do grupo, mas ensaiou junto e fez participações especiais nas mostras. O diretor William Fer

Bons perfumes, pequenos frascos: Não Li

Imagem
A primeira parte da frase que escolhi para título da coluna de hoje é reza nacional: Não li . Brasileiro não lê. Tem orgulho de não ler. Não lê manual, não lê bula, não lê placa de trânsito e nada que tenha letrinhas pequenas, como detalhes importantes num contrato ou data de validade de um produto perecível. Há uma certa, e merecida, vaidade nessa característica. Não é fácil sobreviver assim. Quando se consegue, é bem engraçado, mesmo. Como Deputado sem dentes eleito sem saber ler nem escrever. O povo ri das tiriricas. Vencer no caos trás excitação, euforia e méritos inquestionáveis. Quando pergunto a algum amigo meu o que leu nos últimos anos (não arrisco meses) e a resposta é: nada (auto-ajuda, livro de receitas, bíblia e Paulo Coelho não valem), eu costumo dizer que estão de parabéns; pra quem não lê até que chegaram bem longe com vida. Não entraremos nas profundezas da importância da leitura na formação do indivíduo, mas existe algo de irresistível no assunto, pois ouvimos d

Cuidado! Espaço Cultural Chico Latim pode cair na sua cabeça

Imagem
O Espaço Cultural Chico Latim, localizado no Centro da cidade, está todo enferrujado e oferecendo riscos para aqueles que  frequentam o local.  Qualquer um que passar ali pode visualizar o ferrugem deteriorando as armações  de ferro e o risco de cair é eminente, como nos explica o engenheiro André de Paula: "A estrutura está avisando desse risco de acidente que pode cair a qualquer momento" , afirmou.                     O engenheiro acredita que o local que está mais "estragado" é a a parte de baixo da estrutura e por isso  relatou algumas soluções que podem ser feitas de imediato: "Primeiro é preciso remover a ferrugem, aplicando materiais específicos, com solda, mas que é possível arrumar sim" .  O único espaço cultural da cidade vem sendo utilizado aos finais de semana e a prefeitura não dá sinais de que pretende interditar o local, pois os eventos continuam sendo realizados e alguns já estão agendados para acontecer em breve.

Veja fotos inusitadas da cantora Ivete Sangalo em Peruíbe

Imagem
Ivete encantou com suas músicas e coreografias    Confira o ensaio fotográfico especial da cantora Ivete Sangalo do fotógrafo Luiz Pinheiro do portal www.peruibedigital.com.br  Bailarinos também arrebentaram no palco Ivete esbanja alegria e simpatia Cantou, dançou, pulou fez tudo A cantora baiana tem energia de sobra Passeando no palco montado em Peruíbe Ivete olhando para a platéia Cantora deixando o público cantar sua música

Ivete: Prefeitura separa o povão da elite local

Imagem
Plateias divididas     Para quem estava no meio da galera, o show da Ivete Sangalo não apresentou problemas. Apesar do grande número de pessoas, era possível encontrar espaço em meio à multidão que pulava com as canções mais agitadas. A cantora baiana mostrou-se muito simpática e se esforçou para animar o público, mas parte dele apresentou certa apatia, que contrastava com os mais exaltados. Público: alguns animados, outros nem tanto     Mas o absurdo foi ver a frente do palco dividida ao meio, onde, de um lado, estava a grande massa de pessoas, que pagou “a conta” do show, enquanto na outra metade estavam os “vips” da festa: políticos, prefeitos, funcionários da prefeitura, da câmara, seus amigos e outras pessoas. Além deste grande espaço reservado, o show contou com um enorme camarote, também destinado para a elite peruibense, onde o povão não podia nem chegar perto. Grades dividiram as plateias     Ter um espaço como este até vai, agora dividir a fre