Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Juréia-Itatins

"Aqui no camping os seres aparecem com frequência"

Imagem
Camping do Sossego é um local que talvez poucos conheçam ou tenham ouvido falar em Peruíbe.  Fica perto da cachoeira do Paraíso, na Estação Ecológica Juréia-Itatins. Um bar simples, com mesas de sinuca mostram a frente do camping que possui espaço para acampar e quartos para alojamento.  Uma fonte confiável do jornal conheceu o Camping do Sossego pelo boato de que seres de outra dimensão apareciam no local.  Quando comecei a bater palmas, saíram os cachorros que começaram a latir e vir até nós. Eu estava com o jornalista Márcio Ribeiro, juntos conhecemos dona Maria, uma senhora alta, branca, com vestido longo, querendo saber o que queríamos ali. Ao nos identificarmos, ela começa a contar uma história tão impressionante que não demorou para os gravadores gravarem todas aquelas palavras. “Eles protegem a gente aqui. Quem é do bem acaba voltando, quem vem para explorar e não for boa pessoa, eles acabam expulsando para nunca mais voltar” , dizendo sobre os exploradores que já

A menor praia do mundo pode estar em Peruíbe

Imagem
O Livro dos Recordes pode estar errado ao afirmar que a menor praia do mundo é a praia espanhola de Gulpiyuri, na região  das Astúrias.  De acordo com as medições encomendadas pelo Jornal BEM-TE-VI , a menor  praia do mundo é  paulista e está localizada  em Peruíbe. Por ser tão pequena,  ela passa um pouco  despercebida pelos  moradores e turistas  que frequentam a cidade.  Localizada  ao lado da Praia do  Guaraú, alguns a conhecem  como Praia  das Conchas e outros  como Praia da Tatuíra. Para chegar até lá,  o visitante deve se dirigir  até a cidade de Peruíbe e percorrer  a Estrada do Guaraú,  que cruza a Serra dos  Itatins. Chegando à praia,  que dá nome a estrada,  é preciso andar  pelo Costão Rochoso  por 20 minutos, até  avistar a pequena faixa  de areia banhado  pela águas do mar. É bom que o leitor  saiba que a travessia  no costão pode ser  perigosa por conta de  um tipo de limo que  escorre da vegetação  de encosta e também  por algumas passagens  íngremes.

Vírus da Juréia pode dizimar Peruíbe. Parte 4

Imagem
 Parte 4 : A montanha de um olho só Os cinco expedicionários que exploraram a crista da Serra dos Itatins e se atreveram a profanar a Gruta dos Sacrifícios começaram a passar mal já no caminho da volta. Tontura, náuseas e uma forte dor de cabeça torturava o ânimo dos cinco amigos. Intoxicados pelos vegetais comidos na gruta, contaminados pela água que beberam lá dentro ou teriam eles contraído algum vírus? Um deles, o mais velho, estava delirando muito. Ao olhar para a montanha de um olho só, viu diversas luzes coloridas que entravam e saíam da montanha. Teve até a impressão de que o olho o observava. Relinchos, bufares, roncos e susurros chegaram aos ouvidos dele. Foi, como por encanto, no auge de sua alucinação, que viu diversos índios nus correrendo em sua direção, como se ele fosse o inimigo maior de toda a tribo ou como se carregasse uma grande praga. As dores começaram a tomar conta , como se ele tivesse levado flechadas por todo o corpo. Caído, co

Google maps fotografa pontos luminosos na Juréia

Imagem
   Verdes, azuis e amarelas. Estas são as cores das luzes estranhas fotografadas pelo satélite da  Google maps em cima do céu da Juréia. Estão em muitos lugares.        Está duvidando? Estas aparições estão lá, acessíveis em todos os computadores do mundo, disponíveis no Google maps.   Basta acessar,ver e crer. Um único ponto verde na praia do Juquiázinho      Para você que vai pegar o computador e dar uma checadinha, o Jornal Bem- te-vi vai te ajudar a identificar os locais.        As luzes estão localizadas em pontos estratégicos, pois uma está bem na restinga do Guaraú, enquanto outra está localizada no trio de praias fechadas da Juréia:  Juquiá-Paranapoa- Praia Brava.        É possível vê-las principalmente ao longo da Estrada que corta  a Serra dos Itatins e também na estrada que vai para o Barra do Una. Três pontos luminosos na cor azul formando um triângulo      Na crista da Serra elas também estão lá. Tanto as azuis, quanto as verdes e até as vermelhas,  i

Cachorro-do-mato é filmado na Juréia

Imagem
      Cansado de tanta frieza dos dias atuais,  me enfiei em meio à mata virgem para me conectar com meus antepassados, que ali viveram por gerações, estar em um lugar onde as coisas fazem sentido e, simplesmente, para "recarregar as pilhas".        Munido com a minha câmera fotográfica, caminhei  pela antiga Estrada do Telégrafo, (próximo ao Grajaúna ) com o intuito de encher os pulmões de ar puro e com o desejo de ouvir algum som de pássaro que eu não conheço e, com sorte, realizar o registro de uma nova espécie.       De repente, avistei ao longe um animal que caminhava em minha direção. No primeiro momento, pensei que era um Cateto ( Pecari tajacu ), mas, ao fixar bem os olhos, conclui que se tratava de um Cachorro-do-mato ( Cerdocyon thous) e tratei de ligar a câmera para fazer a filmagem.       Ele vinha em minha direção e não pude desviar do caminho dele, pois, no local, haviam muitas folhas secas e qualquer movimento que eu fizesse seria suficiente para es

Vírus da Juréia pode dizimar Peruíbe

Imagem
*** Algumas décadas atrás, no Monte Kilimanjaro, no Kênia, foi libertado um vírus, que dizimou muitos habitantes africanos e assombrou o mundo...Apareceu do nada e repentinamente não se ouviu mais falar dele... ***   parte 1: A Gruta dos Sacrifícios  Em um certo lugar escondido da Serra dos Itatins existe uma gruta que cheira sangue e exala ainda um odor de morte, apesar dos quase mil anos passados após o último sacrifício macabro feito no local. Os índios tinham medo de aparições demoníacas, iguais a dos relatos feitos pelo alemão Hans Staden, quando descreveu os primeiros moradores nativos de São Vicente. Mas os índios que viviam em um pequeno flanco da Serra dos Itatins eram diferentes dos já relatados nos livros de história e não pertenciam às etnias conhecidas. Era uma época de crise, onde a colheita não era boa, a caça rareava e a pesca estava amaldiçoada por forças obscuras. Segundo eles, demônios poderosos trouxeram cobras venenosas do espaço e as

Governo de SP quer construir na Juréia

Imagem
      Após muitas ameaças de destruição das casas na Juréia e apesar da proibição de construir ou reformar a casa dos moradores que estão lá desde antes da criação da Unidade de Conservação (UC), o governo do Estado de São Paulo pretende ampliar o alojamento para pesquisadores do Núcleo Grajaúna, localizado em uma das áreas mais preservadas da Estação Ecológica de Juréia-Itatins.      A denúncia é feita pela União dos Moradores da Juréia (UMJ) e pela Associação dos Jovens da Juréia (AJJ) que requerem a suspensão imediata da obra, que é promovida pela administração da Estação Ecológica e por órgãos da Secretaria Estadual do Meio Ambiente. Além disso, propõem uma discussão para que a construção do alojamento seja feita em outra área que não prejudique a convivência social e atividades do s moradores caiçaras.       Segundo eles, a obra é mais uma forma de intimidação e constrangimento causados contra a comunidade local, no caso, ao Sr. Onésio do Prado, morador tradicional do Gra