Postagens

Mostrando postagens com o rótulo História da Juréia

A lenda do grande líder extraterrestre Jura-para

Imagem
De acordo com a escritora Maya Ekman,  há  muitos anos  atrás  chegaram naves vindas de outros  planetas que cultivaram as nossas terras usando máquinas. As suas construções eram feitas de pedras  que eram cortadas como tábuas. Tudo era comandado por um chefe  chamado  Jurapara.   O líder extraterrestre usava um emblema no peito, que era o desenho de uma cobra negra, símbolo trazido do seu planeta.  O  desenho estava por toda parte, inclusive nos lados das naves redondas e  prateadas. Na cidade alienígena, onde  hoje  fica  Peruíbe, havia  ruas  largas  que avançavam mar adentro.  Tinham  grandes  pirâmides de vidro que geravam luz e energia onde todos viviam felizes, com muita prosperidade. Certo dia, a terra começou a tremer e vários vulcões entraram  em  atividade.  A lava começou a escorrer das  montanhas  e  a  bela cidade foi completamente destruída. Após o incidente, os senhores  do  espaço partiram  levando  em seus  aparelhos  prateados sementes e plantas cultivadas,

Bem-Te-Vi fotografa imagens rupestres na Juréia

Imagem
      Já não basta toda a beleza e a importância ambiental que a Juréia tem e mais a riqueza cultural  caiçara, o Jornal Bem-Te-Vi fotografou desenhos rupestres no Maciço da Juréia. Provavelmente, elas foram feitas pela natureza, com o passar do tempo mas, para tirar dúvidas, o leitor vai conhecer a opinião de alguns profissionais sobre o assunto.      As imagens são grandes e estão no alto do morro. Uma das imagens lembra um peixe e é conhecida dos caiçaras que a chamam de “Cabeça de Caratinga”, tipo de peixe com formato parecido com o desenho.       Em uma das outras, é possível ver um animal com patas, orelhas, cabeça, corpo e até o olho. Ainda há uma imagem sobreposta que lembra uma ave pré-histórica, deixando-a conotativa.       Para a blogueira Marta dos Santos, a imagem é intrigante e pode ter sido  feita por povos antigos ou de outros planetas. “A região é muito rica e pouco explorada. Isso mostra que tem mais coisas para serem descobertas na Região da Juréia ”, afirm