Aeroporto de Registro é incluído em projeto de privatização do Governo de SP

O aeroporto estadual de Registro foi incluído em um projeto do Governo do Estado de São Paulo de concessão e prestação de serviços públicos à iniciativa privada. O aeroporto será voltado à aviação executiva, dentro de um conjunto de nove unidades espalhadas pela região sudeste do estado. 

Além destas, outros 13 aeroportos localizados na região noroeste do Estado também integram o projeto, totalizando 22 aeroportos cedidos à iniciativa privada. De acordo com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), o projeto prevê investimento total de R$ 8,52 milhões ao aeroporto até 2050.

O projeto aponta que o investimento, em forma de concessão, tem prazo de 30 anos e, no caso do aeroporto de Registro, serão destinados R$ 8,52 milhões até o ano de 2050. Parte do valor, cerca de R$ 4,33 milhões, será investido entre os anos de 2021 e 2023, durante a primeira fase do projeto.

O documento explica, ainda, que os investimentos serão destinados à modernização e apoio à operação, ampliação da capacidade e adequação à regulação dos aeroportos. No total, o Estado destinará R$ 233,4 milhões ao longo de 30 anos para o projeto.

Ainda segundo a Artesp, contribuições públicas ao projeto devem ser feitas até a próxima quinta-feira (21) no próprio site da agência. A previsão é de que o edital das concessões seja publicado em agosto e que o leilão aconteça em dezembro.

Comentários