Três milhões de máscaras serão entregues a produtores rurais e santas casas


Ação envolverá inicialmente 90 municípios do estado de São Paulo, com suporte dos sindicatos rurais ligados à Faesp. Serão fornecidos insumos às costureiras instrutoras de cursos ofertados pelo Senar, para que confeccionem as máscaras, juntamente com outras profissionais de cada município. Elas receberão instruções para que a produção atenda aos requisitos de eficácia recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

"Serão três milhões de máscaras. Do primeiro lote, de mais de um milhão de unidades, metade será destinada aos produtores rurais e aos nossos instrutores/professores, visando garantir a proteção de todos contra o contágio, em aulas presenciais e atividades de orientação que não têm como ser realizadas de maneira remota; o restante será distribuído a unidades de saúde dos municípios, principalmente santas casas de misericórdia", salienta Fábio de Salles Meirelles, presidente do Sistema Faesp/Senar-SP.

"Iniciativa objetiva dar sustentação à atuação dos sindicatos rurais e ao apoio que eles oferecem aos produtores, neste momento grave enfrentado pelo Brasil e o mundo", explica Meirelles, acrescentando: "Há, também, o propósito de contribuir para a segurança dos profissionais da saúde, que estão trabalhando por toda a sociedade, na linha de frente dos hospitais e unidades de atendimento". Além disso, o projeto, que tem alcance social, gerará renda para centenas de costureiras, não só as instrutoras do Senar-SP, como as profissionais que elas mobilizarem em cada cidade.

Comentários