Coronavírus e o impacto na economia: a importância de montar uma reserva de emergência


Muitos brasileiros não estavam preparados pela instabilidade econômica causada pelo novo coronavírus. Porém, aqueles que já estudavam sobre finanças pessoais estão tendo prejuízos menores, é o que aponta uma pesquisa realizada no mês de maio pela Mobills, startup de gestão de finanças pessoais.

A pesquisa contou com 2.000 respondentes. Deste número, metade do grupo é formado por usuários da plataforma de gerenciamento financeiro e a outra metade foi formada por pessoas que ainda não utilizam a solução. Da amostra de não usuários do app 87,5% afirmaram não possuir uma reserva para situações de emergência. Enquanto, do grupo de clientes da Mobills 56% afirmaram possuir uma economia para este tipo de situação - destes, 38,9% ainda não tiveram que utilizar parte desse valor por conta da crise atual e 17,1% tiveram que recorrer ao uso de parte desse dinheiro nos últimos dois meses.

Carlos Terceiro, fundador e CEO da Mobills, explica que a startup investe constantemente em educação financeira e que a reserva de emergência é algo que incentivam para todos os clientes, independente da sua situação atual. "Nós temos clientes que estão endividados, outros que estão procurando economizar mais, aqueles que já possuem certa independência financeira e estão começando a investir e uma minoria de investidores buscando melhorar sua carteira. Para todos esses, nós incentivamos que tenham um reserva com liquidez e segurança, e por isso, o dinheiro guardado para essa finalidade deve ser aplicado em investimento de renda fixa", explica.

Para montar uma reserva de emergência, não é necessário ganhar muito ou ser expert em finanças, mas sim ter um planejamento eficiente. O momento de quarenta pode ser uma oportunidade para analisar como andam suas finanças e começar a reserva que, no futuro, poderá te auxiliar em momentos de crise. Nesse sentido, Carlos Terceiro lista algumas dicas abaixo. Confira:

Estabeleça metas realistas

As metas são mais mensuráveis que os objetivos, por esse motivo faça uma análise de onde você está hoje, conheça bem os seus planos financeiros e trace metas específicas. Isso lhe auxiliará na elaboração de estratégias para o seu orçamento mensal, tornando mais fácil estabelecer metas de economia para juntar dinheiro.

Faça o planejamento de ganhos e gastos

Controle financeiro é fundamental. Aplicativos de gerenciamento financeiro como o Mobills podem te ajudar nesse sentido. Se preferir, monte uma planilha com todos os gastos e ganhos do mês. O importante é não perder o controle da entrada e saída do dinheiro.

Corte gastos desnecessários

Depois de fazer a análise de como o dinheiro está sendo utilizado, é possível distribuí-lo em categorias e, assim, eliminar os gastos prejudiciais à saúde financeira.

Invista

O cenário atual não é o mais amigável para quem está entrando agora no mundo dos investimentos. No entanto, é possível começar uma reserva de emergência com valores muito pequenos, como por exemplo guardar um real por semana. E, no momento de aplicar o dinheiro, preze pela segurança. Desse modo, opte por investimentos de baixo risco e com liquidez diária. Se ainda não entende como isso funciona, a NuConta do Nubank é uma boa opção, pois lá o seu dinheiro rende 100% do CDI em dias úteis e ainda possui liquidez imediata.

Comentários