Após 6 anos desativada maternidade de Peruíbe é reinaugurada


A Maternidade Municipal de Peruíbe voltou a funcionar na quinta-feira (12). A unidade é o único local da cidade que faz esse tipo de atendimento e estava fechada desde 2014. A expectativa é realizar 1.300 partos por ano.

O espaço tem cerca de 1.800 m² quadrados e cumpre os requisitos para suprir as demandas de acessibilidade. Ao todo, são 19 salas com consultório médico, classificação de risco, duas salas de pré-parto, parto e pós-parto (PPP) e sala de exames de imagem (uso e cardiotocografia).

O local conta ainda com uma Unidade de Cuidados Intermediários (UCI), sala de medicação, sala de coleta de exames, sete quartos de alojamento conjunto somando 15 leitos, duas salas cirúrgicas, uma sala de Repouso Pós-Anestésico (RPA) e Central de Material e Esterilização (CME).

Por conta da pandemia, a unidade está funcionando seguindo todas as orientações feitas pela Vigilância Sanitária. Parte do custeio anual do serviço também será suprido pelo Governo Federal. Anteriormente, o local abrigava a maternidade e o hospital municipal, que está sendo construído em outro local.

O Hospital Municipal de Peruíbe foi desativado completamente em 2014. Essa determinação foi pactuada com a Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo. Na época, todos os serviços prestados no hospital foram transferidos para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).



Maternidade nas Redes Sociais

A notícia da maternidade estar funcionando veio primeiro nas redes sociais com o compartilhamento da primeira criança que nasceu após a reinauguração. A bebê se chama Eloá e nasceu no dia 13 Novembro de 2020 em Peruíbe, um dia marcante para a cidade.  


Na época que a maternidade foi desativada o Jornal Bemtevi fez reportagem, em outubro de 2014, sobre o assunto na mídia impressa e online. Relembre o drama das mães que deixaram de ter seus filhos nascendo em Peruíbe. Clique no link abaixo:

Peruíbe: “Procura-se parteiras”




Texto: Lucas Galante
Imagens : Divulgação Prefeitura de Peruíbe e Divulgação Pessoal

Comentários