Pular para o conteúdo principal

Projeto que remunera serviços ambientais recupera quase 1.000 hectares

Conexão Mata Atlântica contemplou 950 produtores de 20 municípios dos vales do Paraíba e do Ribeira e Baixada Santista


Financiado com recursos do Fundo Global Meio Ambiente (GEF), implementado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o projeto Conexão Mata Atlântica cumpriu uma trajetória vitoriosa no Estado de SP. Em seis anos de atuação, entre outros indicadores positivos, estão em recuperação aproximadamente 1.000 hectares do bioma. Coordenada no estado pela Secretaria de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (Semil) e Fundação Florestal (FF), a iniciativa firmou 960 contratos de Pagamento de Serviços Ambientais (PSA), apoio à certificação e a cadeias de valor sustentável, a partir de chamamentos públicos e contemplou 20 municípios dos vales do Ribeira e do Paraíba, além da Baixada Santista.

 

"Resultados como esse, alcançados por meio de mecanismos modernos e eficientes, nos estimulam a buscar soluções de sustentabilidade duradouras com a floresta em pé", afirma a secretária Natália Resende. "Além da regeneração natural e o plantio em si, os produtores que aderiram ao chamamento público receberam incentivo para a adoção de práticas que resultaram no aumento da rentabilidade da atividade produtiva. Ganham eles e ganha o meio ambiente", completa, lembrando que São Paulo adota o sistema de pagamento em outros projetos ambientais estaduais, como o Juçara, o das RPPNs e o Mar Sem Lixo.
 

Conexão Mata Atlântica contemplou 950 produtores de 20 municípios dos vales do Paraíba e do Ribeira e Baixada Santista

No Conexão Mata Atlântica (cujo nome técnico é Projeto de Recuperação e Proteção dos Serviços do Clima e da Biodiversidade do Corredor Sudeste da Mata Atlântica Brasileira), os produtores inscritos foram acompanhados por equipes de assistência técnica e extensão rural do projeto (a iniciativa, federal, também foi implantada com os governos de Minas Gerais e Rio de Janeiro). "Isso ocorreu em todas as intervenções na propriedade, desde a definição das práticas ambientais viáveis até a execução do plano de ação que o produtor se dispunha a realizar", explica a coordenadora estadual Luiza Saito, lembrando que o projeto chegou a pagar de R$ 70,00 a R$ 500 por hectare de área restaurada.
 

Ainda de acordo com Luiza, o projeto promoveu mudanças de uso do solo significativas em São Paulo, entre elas a mudança de pasto degradado para o pastejo rotacionado e o plantio de árvores que proporcionam áreas de sombra para os animais. Em outra vertente fundamental para a proteção hídrica, o Conexão Mata Atlântica permitiu a implantação de sistemas de saneamento rural em mais de 300 propriedades. Foram contempladas, também, práticas conservacionistas como o incentivo à meliponicultura, a coexistência com a fauna silvestre, a compostagem de resíduos orgânicos e a implantação de Sistemas Agroflorestais, entre outros.
 

No Vale do Paraíba, 16 municípios foram contemplados pela iniciativa, que contou com a participação da Fundação Florestal e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). No Vale do Ribeira e Baixada Santista, as ações foram executadas em Miracatu, Peruíbe, Pedro de Toledo e Itariri, na zona de amortecimento do Núcleo Itariru do Parque Estadual da Serra do Mar. Além dessa unidade de conservação, outras três foram beneficiadas pelo projeto: APA S. Francisco Xavier, Estação Ecológica Bananal e Núcleo Santa Virgínia do Parque Serra do Mar.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Peruíbe é fantástica!

Você já imaginou encontrar num mesmo local, praias, ilhas, cachoeiras, rios e um dos melhores ares do mundo, a poucos km da capital? Nossa cidade tem tudo isso e muito mais. Temos um povo acolhedor, com muita história e tradição. Comidas típicas de sabores únicos, as mais belas paisagens, diversos pontos turísticos e outras maravilhas que você só poderá desfrutar se vier nos visitar. Está esperando o que para conhecer a ‘Terra da Eterna Juventude’? #VemPraCá !

Google maps fotografa pontos luminosos na Juréia

   Verdes, azuis e amarelas. Estas são as cores das luzes estranhas fotografadas pelo satélite da  Google maps em cima do céu da Juréia. Estão em muitos lugares.        Está duvidando? Estas aparições estão lá, acessíveis em todos os computadores do mundo, disponíveis no Google maps.   Basta acessar,ver e crer. Um único ponto verde na praia do Juquiázinho      Para você que vai pegar o computador e dar uma checadinha, o Jornal Bem- te-vi vai te ajudar a identificar os locais.        As luzes estão localizadas em pontos estratégicos, pois uma está bem na restinga do Guaraú, enquanto outra está localizada no trio de praias fechadas da Juréia:  Juquiá-Paranapoa- Praia Brava.        É possível vê-las principalmente ao longo da Estrada que corta  a Serra dos Itatins e também na estrada que vai para o Barra do Una. Três pontos luminosos na cor azul formando um triângulo      Na crista da Serra elas também estão lá. Tanto as azuis, quanto as verdes e até as vermelhas,  i

Detran de Peruíbe emite credencial para idoso

Para estacionar em lugares públicos, com vagas destinadas a idosos ou deficientes físicos, é obrigatório uso de credencial. Se o veículo não estiver com o cartão fixado no painel da parte frontal do carro, o ato é considerado infração leve e o valor da multa é de R$ 54,00.  A Prefeitura de Peruíbe, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito, disponibiliza aos munícipes acima de 60 anos credencial de identificação para o idoso.  O público da terceira idade que ainda não tem o cartão deve se dirigir ao Detran, localizado na Rua Terezinha Rodrigues Kalil, 607, no bairro da Estação.  O horário de atendimento é das 9h às 16h, de segunda a sexta-feira. Tanto condutores como passageiros podem solicitar a credencial, desde que tenham pelo menos 60 anos. Para isso os documentos necessários são RG e comprovante de residência, sendo que o cartão é emitido em apenas alguns. Texto e foto: Divulgação Imprensa PMP

Karina Lopes: força do empreendedorismo feminino é destaque no Litoral Sul de São Paulo

Conciliar carreira e família nem sempre é fácil. O empreendedorismo feminino tem sido a força impulsionadora da economia global nesses últimos anos e as mulheres constantemente estão criando negócios inovadores em diversos setores e desafiando estereótipos de gênero, provando que são capazes de liderar e competir.  Segundo o relatório “Empreendedorismo Feminino no Brasil em 2022”, o Brasil atingiu seu pico no número de mulheres donas de negócios no terceiro trimestre de 2022, com um total de 10,3 milhões de mulheres. Nesse trimestre, as mulheres responderam por 34,4% do total de donos de negócios no país. “Muitas vezes nós nos perguntamos: será que estou no rumo certo? Será que estou nadando, nadando e vou acabar morrendo na praia? E nesse instante a resposta chega, seja através de uma mensagem ou ligação, dizendo que o seu movimento transformou a realidade de uma mulher, de uma família. E é aí que você vai sentir que foi a agente transformadora e esse será o seu combustível para conti

Serviços de manutenção da iluminação pública de Peruíbe possui novo telefone para atendimento

Se você precisa utilizar os serviços de reparo da iluminação pública nas ruas e avenidas de Peruíbe, ou quer saber mais detalhes sobre o funcionamento desse setor, entre em contato pelo novo número 0800-000-0209 .  A prefeitura publicou em suas redes sociais que em até 72 horas o problema será solucionado.